Animação

Veja algumas letras de música.

 

Cantos

A Equipe Paroquial de Animação e Cantos está vinculada a pastoral litúrgica da paróquia. É formada por instrumentistas, músicos e vocalistas de várias comunidades que animam encontros e celebrações paroquiais.

 

Inspirações

 

Letra e Melodia: Pe. Frei Sadi Rambo, OFM  

 

01. JOVEM ARAUTO DA PAZ

 

Refr.: O jovem arauto da vida/ Francisco, nascido em Assis/ Com Cristo abraça a lida/ Paz e Bem canta ao mundo, feliz.

 

1. Em tempos de inventos e guerras/ Vem, Francisco, a Paz anunciar/ Com cirandas, bonitas quimeras/ Primaveras em poemas cantar.

 

2. O sonho fraterno da vida/ Vem, Francisco, a nos revelar/ Na terra que a Paz é temida/ A saída é servir e louvar. 

 

02. LEVANTA-TE, VEM

 

Refr.: /:Vem para o meio/ Vem participar/ Une o teu canto/ Ao nosso cantar:/

 

1. Levanta-te, vem/ Encarar de frente/ Alguém diferente/ Em todo lugar.

 

2. Levanta-te, vem/ Rezar pela vida/ A Igreja convida/ O dom partilhar.

 

3. Levanta-te, vem/ Ensinar o teu jeito/ O divino direito/ De ser e amar.

 

4. Levanta-te, vem/ Lançar a semente/ No meio da gente/ Na rua e no lar. 

 

03. NATUREZA EM FESTA

 

Refr.: /:A natureza vive em festa/ Canta e dança em harmonia/ Vamos juntos entrar nesta/ No compasso da alegria:/

 

1. A terra acorda bem cedo/ Ao clarear de um novo dia/ Agradece ao Deus da vida/ Enredando a sinfonia.

 

2. A Igreja canta e louva/ Com sua força e energia/ Anuncia vida nova/ Nesta santa Eucaristia. 

 

04. DEUS VEM PERDOAR

 

Refr.: /:Tende piedade, nosso Deus vem perdoar:/

 

1. Os pecados e erros passados/ Nosso Deus vem perdoar/ As fraquezas e faltas humanas/ Nosso Deus vem perdoar.

 

2. Os olhares e gestos profanos/ Nosso Deus vem perdoar/ As palavras e falsas promessas/ Nosso Deus vem perdoar. 

 

05. GLÓRIA AO SENHOR

 

Refr.: /:Glória, glória, glória ao Senhor:/Glória a Deus-Pai/ Divino-Criador/ Glória a Deus-Filho/ E ao Espírito de Amor. 

 

06. O SENHOR É MINHA LUZ

 

Refr.: O Senhor é minha luz/ O Senhor é a proteção/ O Senhor é força e vida/ O Senhor é a salvação.

 

1. Ao Senhor, ó Deus da vida/ Só a Ti confiarei/ De nada eu tenho medo/ Frente a quem eu tremerei.

 

2. Nesta terra, nesta vida/ A bondade aqui verei/ Ao Senhor, ó Deus Trindade/ Só a Ti contemplarei.

 

3. Ó Senhor, eu lhe suplico/ Nesta prece e oração/ Habitar já no seu Reino/ Desejo de coração. 

 

07. SONHOS DE PAZ

 

Refr.: /:Ô, ô, ô, ê (2x)/ Nas asas do vento vem/ A Palavra de quem crê:/

 

1. São sonhos e utopias/ Tempos de guerras e paz/ Mensagens e profecias/ Que a Escritura nos traz.

 

2. É a Igreja que anuncia/ Um canto de louvação/ Avançando a cada dia/ Na Palavra e na oração.

 

3. Solidários com Maria/ A Mãe de nosso Senhor/ Caminhemos para o Reino/ De justiça e de amor. 

 

08. PALAVRA QUE SACIA

 

Refr.: /:Batei palmas de alegria/ Juntos vamos te aclamar/ Ontem, hoje, todo dia/ É o Senhor que vai falar:/

 

1. É o profeta que anuncia/ Que Deus vem para saciar/ A sede de quem temia/ Que o poço iria secar.

 

2. E Jesus sacia a sede/ Água viva a partilhar/ E lançando a mesma rede/ Nos ensina a pescar. 

 

09. FRANCISCO, LUZ DE DEUS

 

Refr.: Alegria, ternura e vigor/ Radiante eu quero ofertar/:Com Francisco, a Ti, ó Senhor/ Luz de Deus elevada ao altar:/

 

1. Luzes da mesma missão/ Ofertas ao Cristo-Senhor/ Pão e vinho em transformação/ Tempo novo de paz e de amor.

 

2. O brilho da luz divinal/ Do Corpo e do Sangue que sai/ É mistério da vida imortal/ Certeza do Reino do Pai.

 

3. Deixa essa luz penetrar/ Dentro do seu coração/ Como o sol a terra iluminar/ O universo e a criação.

 

4. São raios que a vida produz/ Belezas de Deus Criador/ Segredos de quem os conduz/ Lá do alto do céu com amor. 

 

10. SINAL DE DOAÇÃO

 

Refr.: Um pouco de vinho/ E um pedaço de pão/É sinal de carinho/ É ceia, amor e doação.

 

1. É Jesus que convida/ Para a refeição/ Num pouco de vinho/ E um pedaço de pão.

 

2. É a fonte da vida/ Pura consagração/ Num pouco de vinho/ E um pedaço de pão.

 

3. É a Igreja reunida/ Numa só comunhão/ Num pouco de vinho/ E um pedaço de pão.

 

4. É a gente reunida/ Em festa e missão/ Num pouco de vinho/ E um pedaço de pão.  

 

11. DEUS SANTO CRIADOR

 

Santo, santo, Deus de amor/ Santo, santo, Pai e Criador/ Santo é Jesus, o Filho/ Santo é Jesus, o Irmão/ Louvado seja Deus Pai/ E o Santo Espírito de união/ Anjos e santos unidos/ Louvores Lhe cantarão/:Hosana nas alturas/ Bendito o que vem:/ Bendito o que vem. 

 

12. FRATERNA COMUNHÃO

 

Refr.: Corpo e Sangue é vida e força/ Para a Igreja em missão/ De amar e servir a todos/ Em fraterna comunhão.

 

1. Comungar é compromisso/ É sinal de conversão/ E encontrar o mesmo Cristo/ No rosto de cada irmão.

 

2. Comungar da Eucaristia/ É amar de coração/ E praticar no dia-a-dia/ A partilha e a doação.

 

3. Comungar o Deus agora/ É certeza do cristão/ E esperar chegar a hora/ Já faz parte da salvação. 

 

13. MARIA Ó MARIA

 

Refr.: /:Maria, ó Maria/ O seu povo vem rezar/ Na Igreja de Cristo/ A Palavra escutar:/

 

1. Maria, Maria, ó Mãe que nos conduz/ Anima os seus filhos/ Que carregam sua cruz.

 

2. Maria, Maria, ó Mãe Divina Luz/ Ensina o caminho/ Que nos leva até Jesus. 

 

14. ENVIADOS POR DEUS

 

Refr.: /:Deus me chamou/ Deus me escolheu/ Deus me enviou/ Como filho seu:/  

 

1. No poço do meu Senhor/ Água viva eu fui buscar/ Foi quando Jesus me falou:/ Sou água que vai te saciar.

 

2. Ao Senhor eu confiarei/ A vontade do meu viver/ A Palavra santa eu vou escutar/ Água pura desejo beber. 

 

15. NAS ÁGUAS DA GALILÉIA

 

Refr.: É nas águas da Galiléia/ Que a história vai nos contar/ Que Jesus entrou na barca/ E começou a ensinar./ Que é preciso deixar tudo/ E da margem se afastar./ :Até hoje está chamando/ Pescadores do alto mar:/

 

1. É nas águas agitadas/ Que é preciso navegar/ Ventos fortes e altas ondas/ São mistérios do alto mar/ Tempo novo está chegando/ E as redes dá pra lançar/ Confiante nas palavras/ Que têm peixes pra pescar.

 

2. É nas águas passageiras/ Que é preciso avançar/ Vigilantes e bem unidos/ Para o barco não afundar/ Lançando as nossas redes/ Sem ter pressa pra puxar/ Que Jesus está no leme/ E juntos vamos remar. 

 

16. CLARA, VEM CLAREAR

 

Refr.: /:Olê, olê, olá/ Ó Santa Clara/ Vem seu povo clarear:/

 

1. Jovem Clara, tão nobre presente/ Estrela nascente/ Que do alto reluz/ Como o sol que o dia clareia/ E à noite norteia/ Seus raios de luz.

 

2. Mestra, Clara, santa igual à Maria/ O seu brilho nos guia/ Ao Menino Jesus/ Contempla a doçura escondida/ No espelho da vida/ O presépio e a cruz.

 

3. Mulher, Clara, pobre e majestosa/ Fiel e corajosa/ Alegre e atual/ Sempre pura, nova e atuante/ No mundo é o estandarte/ De um grande ideal.

 

4. Irmã Clara, da Ordem em missão/ Em silêncio e oração/ Se consagra ao Senhor/ Com Francisco, unido à Trindade/ E em fraternidade/ Partilha o amor. 

 

17. INSPIRAÇÃO

 

Refr.: Nas palavras de uma Cruz/ O Senhor se revelou/ Restaurar a Sua Igreja/ A Francisco Deus confiou.

 

1. O mistério desta Cruz/ São Francisco compreendeu/ Em resposta ao Seu chamado/ A sua vida Lhe ofereceu.

 

2. Na igrejinha de São Damião/ Jesus Cristo o inspirou/ Obediente ao seu Senhor/ O Evangelho abraçou.

 

3. Frei Francisco e seus Irmãos/ Em pobreza e em missão/ Peregrinos e fraternos/ Pelo mundo alegres vão. 

 

18.  JOÃO BATISTA, VOZ DO POVO

 

Refr.: João Batista, voz do povo/ De um Deus que sempre vem/ Anunciar um tempo novo/ De esperança, paz e bem.

 

1. João Batista, o precursor/ Ao deserto nos conduz/ Profetiza a penitência/ Reino novo de Jesus.

 

2. João Batista, luz divina/ Servo humilde do Senhor/ Com a água do Batismo/ Sinaliza a lei do amor.

 

3. João Batista, o padroeiro/ Nos convida para entrar/ Na Igreja do Cordeiro/ E na Ceia comungar.

 

4. João Batista, santo amigo/ A sua bênção vou pedir/ Para o povo aqui reunido/ Que em missão vai se unir.  

 

19. SANTO ANTÔNIO, MENSAGEIRO

 

Refr.: Santo Antônio, mensageiro/ Da Palavra do Senhor/ Franciscano e companheiro/ Do pobre e sofredor.

 

1. Em Lisboa, Portugal/ Santo Antônio ali nasceu/ Peregrino e missionário/ Na Itália ele morreu.

 

2. “Santo Antonio dos Milagres”/ Título que mereceu/ Por Maria é recebido/ E o Menino ele acolheu.

 

3. Contemplando cá na terra/ O que Cristo prometeu/ O pão que te alimenta/ Com sua bênção ofereceu.

 

Arautos do Sul

 

Letra e Melodia:  Pe. Frei Sadi Rambo, OFM 

 

01. SEU NOME É FRANCISCO

 

Refr.: /:Seu nome é Francisco/ Nascido em Assis/ Segue o mesmo Cristo/ E sua vida é feliz:/

 

1. O amor que vem de Deus/ O Senhor deixou pro seus/ São Francisco compreendeu/ E a sua vida ofereceu.

 

2. Na alegria e no amor/ Canta ao mundo seu louvor/ Paz e Bem que há no coração/ Vem do Deus da criação.

 

02. FAMÍLIA

 

1. Neste rancho sem porteira/ Se conhece de primeira/ Parente, primo e irmão/ Todo povo aqui chegado/ Pelo gaúcho é marcado/ Com seu jeito e tradição/ Sou gaúcho com meu laço/ Acolho num forte abraço/ Peão e prenda com emoção /:Nesta festa que é divina/ Jesus Cristo nos ensina/ A fraterna comunhão:/Refr.:  A família se cultiva/ Como as flores de um jardim /:É a lembrança nativa/ Da terra de onde eu vim:/

 

2. Nascido no mesmo pago/ Ou na estância além do Estado/ Canto os versos com paixão/ Trago junto a memória/ Relembrando minha história/ Como filho deste chão/ É o rodeio da família/ Onde a prosa e a partilha/ Vêm da alma e o coração /:Ao Patrão, muito obrigado/ Por nos ter arrebanhado/ Com amor e doação:/ 

 

03. MISTÉRIOS DA VIDA

 

1. Sentado na beira da praia/ Contemplo as ondas do mar/ A água dançando na areia/ E as gaivotas voando no ar.

 

Refr.: /:Ô, ô/ É o mistério da vida/ Ô, ô/ Me ensinando a rezar:/

 

2. O sol refletindo nas águas/ As cores mais belas do mar/ Assim é o mistério da vida/ Nova luz de quem sabe amar.

 

3. Os encontros fraternos da vida/ São Francisco nos veio mostrar/ No aconchego da mãe natureza/ Na água, terra, fogo e ar.

 

04. PAI FRANCISCO

 

1. Como o lírio sobre o monte/ Na aridez de um longo tempo/ Fecundado pelo vento/ Perfuma nosso horizonte.

 

Refr.: /:Vem, ó pai Francisco/ No santuário desta vida/ Trazer a paz de Cristo/ Que no mundo foi perdida:/

 

2. A natureza e o universo/ Entrelaçam sua esperança/ Na poesia e no verso/ Como a alma de criança.

 

05. ALÉM DO SUL

 

Refr.: /:Eu vou/ Eu vou/ Eu vou atravessar o mar/ Eu vou/ Eu vou/ Eu vou atravessar:/

 

1. São Francisco me ensinou/ Novo jeito de amar/ Em louvor agora eu vou/ Paz e Bem anunciar.

 

2. Foi Deus que me convidou/ Vem comigo trabalhar/ Feliz agora eu vou/ Lançar as redes ao mar.

 

3. O mundo que Deus criou/ Jesus veio abençoar/ Como Igreja agora eu vou/ Vida nova comungar.

 

4. Pra o lado de lá eu vou/ Eu vou evangelizar/ Em missão agora eu vou/ Minha vida consagrar.

 

06. PRECE DE GAÚCHO

 

Refr.: /:É.../ Eu rezo sim/ Sou gaúcho de fé/ No galpão ou no rodeio/ De a cavalo ou de a pé:/

 

1. Na querência que eu vivo/ À peleja não me esquivo/ Nesta feita sem igual/ Tchê gaúcho não tem medo/ Já lhes conto o segredo/ Que espanta até o mal/ É o laço de couro grosso/ Lenço firme no pescoço/ Água benta, arruda e sal/ /:É a reza que me salva/ Pois o corpo sem a alma/ É morte certa no final:/

 

2. Bem cedito ao Domingo/ Sento o arreio do meu pingo/ E me vou a trotear/ Antes cruzo na capela/ E acendo uma só vela/ Junto à Mãezinha no altar/ Ao Divino Pai Tropeiro/ Agradeço por primeiro/ Por ser criado assim /:Peço um pouco mais de sorte/ Ao meu santo que é mais forte/ Neste galope sem fim:/

 

07. MÃE APARECIDA

 

1. Com Maria eu vou buscar/ O amor do coração/ Romaria é caminhar/ No caminho da salvação.

 

Refr.: /:Ave Maria/ Ó Mãe querida/ Nossa Senhora Aparecida:/

 

2. Com Maria eu vou deixar/ A alegria deste chão/ E ao seu Filho consagrar/ As crianças da Nação.

 

3. Com Maria eu vou cantar/ O canto de louvação/ No santuário quero entrar/ Com respeito (fé) e devoção.

 

4. Com Maria eu vou rezar/ Pelo sim da vocação/ Com Francisco peregrinar/ Em fraterna comunhão.

 

08. IDEAL FRANCISCANO

 

1. Eis o tempo, quem diria/ Que Francisco chamaria/ Pro Evangelho anunciar/ Sendo pobre, perde o medo/ Esse é o maior segredo/ De alguém que sabe amar.

 

Refr.: Seu serviço ele oferece/ Com louvores agradece/ O ideal que recebeu /:À sua vida deu um jeito/ A Cristo segue o seu feito/ É a vocação que escolheu:/

 

2. Para Deus não existe idade/ É só escolher de verdade/ E abraçar de coração/ Já faz tempo que entrei nessa/ Caminho e não tenho pressa/ Construo de mão-em-mão.

 

Refr.: O amor é a virtude/ Que anima a juventude/ E não envelhece jamais /:O rosto de Deus não muda/ E a todos Ele saúda/ Com alegria e muita paz:/

 

3. Com Deus e a natureza/ Eu me achego com firmeza/ E elevo o meu louvor/ Com a Igreja e todo o povo/ Canto mais um canto novo/ De ternura e vigor.

 

Refr.: Essa é a felicidade/ De servir a humanidade/ Com amor e gratidão /:Vivo um pouco a cada dia/ Com Francisco e com Maria/ Fiel à consagração:/  

 

09. VENTOS DO SUL

 

1. Os ventos que sopram no tempo/ São forças de índios Tupis/ Que passam ao longo dos campos/ Batendo nas portas dos ranchos/ Convidando os heróis Guaranis.

 

Refr.: /:Vento sopra/ Vento sopra aqui:/

 

2. Os ventos que sopram no tempo/ Nos trazem amargas lembranças/ Das cruzes com pontas de lanças/ O sangue apagando as suas marcas/ De homens, mulheres, crianças.

 

10. LEMBRANÇAS

 

1. O meu pai já foi gaiteiro/ Cultivava a profissão/ O avô que era o primeiro/ A tocar seu acordeom/ Na velha lida campeira/ Ou nos bailes de galpão/ :Ao meu pai muito, obrigado/ Por ser filho deste chão:/

 

2. A saudade aqui me aperta/ O meu peito e o coração/ Pelos campos da querência/ Seguro o chapéu na mão/ Gaiteiro sacode o fole/ Da sua gaita de botão/ :Ao Patrão lá das alturas/ Hoje eu canto esta canção:/

 

3. O Rio Grande me orgulha/ Pela sua Tradição/ Abro o meu livro e canto/ Este verso com emoção/ Ouvindo um ronco de gaita/ Recordo a marcação/ :Do meu pai que animava/ Os fandangos do rincão:/ 

 

11. SOU DO SUL

 

Refr.: /:Sou do Sul/ Sou do Sul/ Do Rio Grande do Sul:/

 

1. Marco o meu passo/ Estaqueando acampamentos/ Atiro o laço/ E num abraço/ Meus cumprimentos/ Um chasque amigo/ À vontade e gentil /:Eu sou gaúcho/ Com meu canto/ Tchê, Brasil:/

 

2. Marco o meu passo/ Entre sonhos e sentimentos/ Atiro o laço/ Pelejo e faço/ Novos os momentos/ Convido a todos/ Pra um pealo juvenil /:Eu sou gaúcho/ Com meu canto/ Tchê, Brasil:/

 

12. HORIZONTES

 

1. Eu sei que além dos horizontes/ Os vales e os montes/ Continuam sem fim/ Eu sei que além daquelas pontes/ As águas e as fontes/ Esperam por mim/ Ó, sim/ Ó, sim.

 

Refr.: /:Eu vejo o infinito/ O céu tão bonito/ Que Deus fez pra mim:/ :Ô, ô:/

 

2. Eu sei que além do ar e do vento/ Há um novo tempo/ Que é mistério também/ Eu sei que além das muitas dores/ Existem amores/ Que se querem bem/ Ó, tem/ Ó, tem.

 

3. Eu sei que além dos altos muros/ Os homens seguros/ Sentem-se refém/ Eu sei que em cima dos altares/ E em todos os lugares/ Se diz amém/ Amém/ Amém.

 

13. MENORES DO SUL

 

1. Voltando a tropa no tempo/ Pra saber de onde eu vim/ Na invernada da lembrança/ Neste chão sagrado e sem fim/ Ao Patrão eu agradeço/ Pelo feito de ser assim/ Rio Grande é a pátria gaúcha/ Que deu tudo para mim.

 

Refr.: Peço licença e me achego/ Com os Menores de Assis /:Pra contar a sua história/ Que me deixa mais feliz:/

 

2. É na querência do Sul/ Que a semente se espalhou/ Nos quatro cantos do Estado/ Muito frade já passou/ Os primeiros imigrantes/ No impulso do coração/ Colonos e missionários/ Ocuparam este chão.

 

3. Da linguagem mais nativa/ “Tchê gaúcho” aqui nasceu/ A cultura deste povo/ A sua terra ofereceu/ Aos frades estrangeiros/ Das longínquas capitais/ Holandeses, brasileiros/ E as colônias alemães.

 

4. Ao enlaçar o Rio Grande/ Campeando vocações/ Aos lares e povoados/ Animavam com orações/ Piazitos que viviam/ Em seus ranchos e galpões/ Mudavam pra um novo pago/ Bem distante nas missões.

 

5. A Província de hoje em dia/ Tem sua alma e coração/ Um lado é o gaúcho/ A bombacha e o chimarrão/ E do outro a valentia/ E a peleja de um peão/ Pilchado de um novo jeito/ Com sua marca e tradição. 

 

14. TERRA QUERIDA

 

1. Eu me criei com amor e afago/ Onde o gaúcho é hospitaleiro/ Gente amiga lá da fronteira/ Do Alto Uruguai e da Região Celeira.

 

Refr.: Três Passos é o município/ Dos imigrantes de nosso Estado /:Terra querida/ E abençoada/ Vai ao meu povo/ Minha homenagem:/

 

2. Os muitos fatos que têm passado/ Os dois exemplos de fé marcaram/ A trajetória de um coroinha/ E de um padre martirizados.

 

3. Hoje os romeiros e visitantes/ Como os devotos nos têm chegado/ Um grande abraço da nossa gente/ E aos novos santos, muito obrigado!